O grande dilema, pagar à vista x parcelado

22 de janeiro de 2021
Por Marden Rodrigues

Muitas vezes, ao realizarmos compras, seja de baixo ou alto valor, vem aquela duvidazinha: será que pago à vista ou parcelado?

Não existe uma resposta certa para ser dada, assim, diretamente. Por isso, preparamos um esqueminha para você sempre saber quando faz sentido cada opção. 😊

Em primeiro lugar, quais as principais diferenças?

Ao pagar à vista, o valor é debitado na hora da compra. Nessas ocasiões, pode haver uma brecha para negociar com o vendedor um desconto, já que para ele pode ser vantajoso ter 100% do dinheiro da compra em caixa imediatamente. Porém, nem sempre temos a quantia necessária em nossa conta (ou temos, mas queremos usar com outras compras também). Nesse caso, o parcelamento surge como uma opção. 

 

Curiosamente, a modalidade de pagar parcelado é a preferida dos brasileiros. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, 2 em cada 3 brasileiros escolhem parcelar suas compras no crédito. 

 

Isso pode ser resultante de questões culturais, como a forma como o brasileiro enxerga poder no cartão de crédito. Mas também há fatores econômicos, como a falta de educação financeira, do hábito de poupança e até mesmo a falta de renda.

 

Porém, o pagamento parcelado precisa ser levado com muito cuidado no planejamento financeiro, pois vem acompanhado das devidas taxas de juros, multas e impostos quando pagamos com atraso, além do comprometimento de renda futura, que reduz nosso poder de decisão e liberdade sobre um dinheiro que ainda nem recebemos. 

“Caramba, Marden, quanta enrolação! Eu só queria saber quando que é para passar parcelado e quando é à vista!”

Calma, gafanhoto. Vamos direto ao ponto! Eu vou te dar o caminho das pedras. E pode deixar que não vou inserir um monte de contas complexas com juros compostos não, tá bem? Eu sei que nós, seres humanos, somos muito mais emocionais com as nossas decisões do que achamos que somos.

Por esse motivo, em vez de fundamentar minha orientação aqui com uma explicação super racional envolvendo matemática financeira, vou te dar um fluxo de perguntas para se fazer antes de realizar uma compra. A cada sim ou não que responder a cada uma delas, descobrirá se a situação pede por um parcelamento ou não.

Se você viu cada uma das perguntas, percebeu que as preocupações devem ser:

   1. Você teria a grana para pagar à vista?
   2. É uma compra realmente necessária?
   3. A compra vai te trazer benefícios a longo prazo?
   4. Vai te fazer ganhar mais dinheiro?

E, por fim, existe uma pergunta que, em outras palavras, te permite tomar uma decisão que pode não ser tão boa, mas consciente disso. 

Afinal, somos humanos. Fazemos besteira de vez em quando. A educação financeira não vai te impedir de cometer erros em algumas situações. No entanto, é melhor que você cometa esses erros sabendo que são erros do que sem ter a mínima ideia do que está fazendo, não é? 😜

Conclusão

Salve a foto do fluxo de perguntas no seu celular. Pode ser em um bloco de notas ou em um grupo do WhatsApp em que você esteja sozinho (técnica secreta do WhatsApp). A ideia é que ele esteja no seu bolso para te acompanhar nas situações em que precisa decidir se deve parcelar ou pagar à vista.

Mas, sobretudo, grave no seu coraçãozinho: ao realizar pagamentos parcelados, você compromete uma renda futura. Isso significa que parte do dinheiro que você nem recebeu ainda já tem dono e você não poderá fazer nada quanto a isso. Portanto, dinheiro é poder de decisão. Se você puder pagar à vista e manter o dinheiro do futuro ainda sobre a palma da sua mão, faça. 

 

Liberdade de escolha não tem preço.

~Para todos os outros, use Mastercard~

Compartilhe esse conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin